Terapias orientais

Conheça as principais terapias orientais e os seus benefícios

Para que serve

 

>>> Acupuntura

 

Tendinite, lombalgia, problemas ósseo-articulares, pressão alta, diabetes, cervicalgia, gastrite, seqüelas de acidente vascular-cerebral, problemas emocionais (insônia, depressão), gastrointestinais, ginecológicos, dermatológicos de origem intestinal, diminuição de rugas e emagrecimento

 

>>> Auriculoterapia


Emagrecimento, tabagismo, enxaqueca, cólica. É mais indicado como “primeiros socorros” e não como um tratamento mais completo. Os resultados dependem também do esforço e da dedicação do paciente


>>>Moxabustão

 

Doenças crônicas ou friagem. Os resultados variam de acordo com a erva ou o tipo de calor empregado na técnica.

Acupuntura

 

Única técnica oriental reconhecida como prática médica no Brasil, a acupuntura vem ganhando adeptos, não só entre os pacientes, mas também os estudantes de Medicina. De acordo com o chefe do Setor de Medicina Chinesa Acupuntura do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Universidade Estadual Paulista (Unifesp) e presidente da Associação Médica Mundial de Acupuntura, Ysao Yamamura, o curso de especialização de acupuntura é um dos mais procurados. O curso também é ministrado no Hospital das Clínicas de São Paulo e em universidades federais do Rio de Janeiro, Ceará, Piauí, Distrito Federal e Pernambuco.

Segundo estimativas da Sociedade Médica Brasileira de Acupuntura, existem 5 mil médicos acupuntores no Brasil. A procura é favorável, já que a demanda é maior que o número de profissionais habilitados para exercer a técnica. “Não conseguimos prestar atendimento a todos os pacientes”, afirma Yamamura. Exemplo disso é o ambulatório do setor do qual é chefe, que vive lotado. Na unidade de Pronto-atendimento do Hospital São Paulo, ligado à universidade, são 60 pacientes por dia, em nove horas de atendimento. A técnica foi disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) à população em 1988, dez anos antes dos convênios médicos e seguros de saúde. 

Tida como um dos principais elementos da medicina chinesa há mais de 5 mil anos, a acupuntura emigrou para a Coreia, o Japão e, mais tarde, para o Ocidente. Isso originou algumas variações, mas a essência é a mesma. A técnica consiste em estimular pontos-chave (também chamados de pontos-reflexos) localizados nos meridianos, linhas verticais imaginárias que percorrem o corpo. Por meio desses estímulos, o sistema nervoso central produz substâncias, como as endorfinas, que agem como analgésicos, antiinflamatórios e antidepressivos. Para a medicina oriental, a cura das doenças e a eliminação dos sintomas se deveram ao equilíbrio de energia entre yin e yang promovido pela acupuntura. Segundo Yamamura, a técnica mais completa é a chinesa, a mais utilizada pelos médicos. Há quem discorde. O médico acupunturista Tadamassa Yamada, presidente do Grupo Oriental, que mantém a Clínica e a Escola Oriental de Massagem e Acupuntura, defende a visão japonesa. Ele afirma que o objetivo não é tratar a dor, mas sim a causa do problema. Por isso, não é correto aplicar as agulhas no local da dor. “A acupuntura visa o tratamento energético e físico, e não apenas o tratamento de sintomas”, diz. Além da acupuntura, são utilizados o moxabustão e a auriculoterapia, que aplicam o mesmo princípio de pontos-reflexos. No primeiro caso, o estímulo é feito com calor e, no segundo, os pontos trabalhados estão todos concentrados na orelha. Também é utilizada a acupuntura com eletroestimulação, feita com um aparelho ligado às agulhas, as quais intensificam a ação. A utilização é tão ampla que inclui benefícios estéticos, como tratamento de rugas e emagrecimento. A melhora da circulação e a ativação do metabolismo agem como rejuvenescedor da pele e facilitam a eliminação de líquidos.

 

Fonte: http://madeinjapan.com.br/2006/05/27/conheca-as-terapias-orientais-e-os-beneficios-que-elas-podem-trazer-para-voce/

Auriculoterapia

 

É mais indicado como “primeiros socorros” e não como um tratamento mais completo. Os resultados dependem também do esforço e da dedicação do paciente.................

Fonte: http://madeinjapan.com.br/2006/05/27/conheca-as-terapias-orientais-e-os-beneficios-que-elas-podem-trazer-para-voce/

Moxabustão

 

 

É mais indicado como “primeiros socorros” e não como um tratamento mais completo. Os resultados dependem também do esforço e da dedicação do paciente.................

Fonte: http://madeinjapan.com.br/2006/05/27/conheca-as-terapias-orientais-e-os-beneficios-que-elas-podem-trazer-para-voce/

Massagem

 

A técnica pode estar na ponta dos dedos, na palma das mãos, no toque suave ou ainda na leveza de corpos sob a água. Não importa o tipo de massagem aplicado, o resultado em geral promove o bem-estar e o relaxamento físico, além de ter reflexos no estado emocional de quem a recebe.

Que o diga o diretor-gerente Milton Fukunaga, de 40 anos, que possui o típico perfil do executivo estressado. Ele sofria com a tensão do dia-a-dia, a má postura, o excesso de preocupações e a rotina de viagens. Procurou auxílio na massagem e hoje visita uma clínica pelo menos uma vez por semana. “Não sinto mais dores, consigo dormir melhor, estou mais relaxado e menos ansioso. A melhora nas relações sociais é uma conseqüência”, afirma. Fukunaga é paciente de Anmá e Shiatsu da Clínica Oriental de Massagem e Acupuntura. “Fiquei muito satisfeito. O resultado sobre as dores é imediato”, afirma.

O depoimento se assemelha ao da maioria daqueles que já experimentaram o efeito de ter o corpo sob os cuidados de um bom terapeuta. Talvez esse seja o motivo de tamanha popularidade: eficiência sem muito esforço. A explosão da massagem se confirmou quando quiosques de quick massage se instalaram pelos corredores de shoppings centers e outros locais públicos.

Não é à toa. O modelo de quick massage, criado nos últimos 10 anos, surgiu em decorrência da necessidade que a pessoas estressadas pelo excesso de trabalho e sem tempo livre tinham de relaxar. Por isso, é possível enfatizar, em cerca de 15 minutos, os pontos principais estimulados pelas outras massagens, que geralmente duram uma hora. O resultado é tão bom que as empresas contrataram terapeutas para oferecer a terapia a seus funcionários. Tais programas de qualidade de vida aumentam a disposição do trabalhador, e isso se reflete diretamente na produtividade.

Mas a massagem vem sendo procurada também por aqueles que querem curar males físicos. O shiatsu, por utilizar a pressão dos dedos e da mão na região dos meridianos do corpo, linhas imaginárias que possuem pontos-chave de energia, é um dos mais procurados. É também uma das massagens mais fortes, por isso não é indicado para idosos. Por mexer com o “ki”, energia vital para os japoneses, o shiatsu também interfere nas emoções. Atua na enervação periférica, influencia todos os órgãos viscerais e a circulação.

A massagem também é boa para a hipertensão. “Por fazer com que os vasos dilatem, o shiatsu permite diminuir também a pressão mínima (diastólica). Os medicamentos, muitas vezes, só conseguem diminuir a máxima (sistólica)”, explica o dr. Tadamassa Yamada. Em alguns casos, a massagem tem se revelado uma maneira de prevenir derrames e infartos, embora pouca gente a utilize para essa finalidade.

Criado pelo terapeuta Harold Dull há cerca de 20 anos, nos Estados Unidos, o watsu alia as técnicas do shiatsu aos benefícios da água. O paciente é carregado pelo terapeuta em uma piscina aquecida e recebe a massagem. Por criar uma sensação de acolhimento, muitas vezes comparada ao útero materno, o watsu age mais no lado psicológico do paciente. “O watsu promove o autoconhecimento emocional e corporal”, diz a watsuterapeuta Priscila Takara. “Mas não interfiro no trabalho médico. Peço para os pacientes não interromperem seus tratamentos”.

A reflexologia, massagem na planta dos pés, segue o mesmo princípio dos pontos-reflexos que atuam sobre todos os órgãos, vísceras, e, dizem os adeptos, na parte psicológica e espiritual. Já o anmá é mais procurado para o relaxamento. O amassamento dos músculos, deslizamentos e seus movimentos suaves são mais relaxantes que as outras massagens e não tem contra-indicações.

 

 " A massagem é capaz de prevenir derrames e infartos”, Dr. Tadamassa Yamada

 

Fonte: http://madeinjapan.com.br/2006/05/27/conheca-as-terapias-orientais-e-os-beneficios-que-elas-podem-trazer-para-voce/

Para que serve

 

>>> Quick massage

 

Estresse, insônia, lesão de esforço repetitivo (LER), punção, irritabilidade, dor nos olhos e nos ombros, palpitação, ansiedade e tontura. 

 

>>>Reflexologia

 

Problemas de estômago, fígado, rins, simetria digestiva, enxaqueca, coluna cervical. Auxilia na circulação e na eliminação de excesso de líquidos.

 

>>>Anmá

 

Estresse, tensão generalizada. Por ser suave, é indicada para todas as idades. 

 

>>>Shiatsu

 

Estresse, hipertensão, prevenção de derrames e infartos, relaxamento, dores lombares e problemas em órgãos viscerais. 

 

>>>Watsu

 

Depressão, ansiedade, alongamento corporal, estresse, dor lombar em gestantes, bursite, dores no joelho, coluna, insônia, enxaquecas, doenças psicossomáticas e fibromialgia